23 de fevereiro de 2011

Vontade

     Estranho ter que conviver com esse teu eu. Esse teu eu que para mim é novo... e que sempre continuará sendo. Difícil. E o maior problema é ter que olhar nos seus olhos, me ver bem lá no fundo, no canto, escondida nalgum lugar - não sei se só na minha cabeça, mas eu me vejo lá - e não poder fazer nada. Te toco, deito-me em teus braços... meus olhos fecham e o nosso filme passa (de novo). Sempre passa. Saudade. Não faz mais isso comigo! Você não tem noção da vontade que me dá de te dar um beijo e de te chamar de meu... meu, meu, meu, meu, meu, meu. Meu! Você me dá vontade de me perder nas minhas palavras, meus atos (ainda mais!), gestos mal calculados... tudo, tudo, tudo. Você não tem ideia do quanto que você me faz querer me perder em você. E pior: acabo me perdendo.



originalmente postado em: http://dontgetout.tumblr.com/

6 comentários:

  1. primeirãaaooooo

    muito lindo ninezinha!!
    parabéns por essa sensibilidade linda.

    bjooo

    ResponderExcluir
  2. Não é lindo não. As pessoas geralmente confundem o lindo bastante. Tenho que te dizer garota, o que você escreve é verdadeiro, isso sim, sincero. Agente parece ouvir seu coração bater em cada palavra, isso não é lindo. È apenas real e perfeito. Fã

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei teu blog
    estou seguindo,
    visita o meu e se gostar
    siga tbm! Um beijo.

    livreelouca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Vi teu "Quem sou eu" e vi que sou desse jeito. Li teu texto e cheguei a conclusão que nos perdemos fácil quando encontramos quem amamos.

    Beijos, estou a seguir-te!

    ResponderExcluir
  5. ai , a gente ama se perder no canto desses olhares , no íntimo de quem ama.

    Achei encantada essa tua escrita!

    ResponderExcluir
  6. eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida
    e apostar na tua até a última ousadia
    queria mesmo que você revirasse minha rotina
    e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto
    que você viesse no impulso para me assaltar
    me mostrar o perigo de encontrar alguém
    e dentro desse alguém, o amor

    se você topasse ganhar o mundo comigo
    e fizesse valer o sentido de perder o medo
    eu iria mesmo, metia a cara, perdia o juízo
    me perderia na alegria de te pertencer
    por acaso ou descuido sempre tem um desvio,
    um trevo, um beco a nossa espera
    é nossa chance de pular do barco
    e eu me lanço no vento que me joga
    dentro, fundo, perto de onde você passa

    quero que você me proponha um plano louco e absurdo,
    mas que seja tão puro e sincero para ser irrecusável
    que eu vá mesmo dizendo não
    aposte, não importa que irá perder, ganhar
    a aposta já vale o risco de um amor
    não pense no depois, nas coisas que não sabemos
    não se preocupe, há um mundo de possibilidades
    boas, ruins, amargas, deliciosas acontecendo
    por isso nunca me deixe,
    nunca troque meu medo pelo medo de outro alguém
    antes me mostre que é possível, mesmo que não seja
    me iluda, por favor.


    Cáh Morandi

    ResponderExcluir